CPPN - Centro Paulista de Parto Natural

Refluxo na gravidez: por que acontece e como amenizá-lo

26 jun
Refluxo na Gravidez

Refluxo na gravidez: por que acontece e como amenizá-lo

Refluxo na gravidez é uma das principais queixas entre as gestantes, juntamente com a azia e a queimação. Isso acontece pois, devido ao crescimento do útero e do bebê, alguns órgãos acabam sendo deslocados para cima – entre eles, o estômago, fazendo com que o suco gástrico faça o caminho inverso, para a garganta. Além disso, a progesterona, hormônio encontrado em altas doses no corpo da gestante, retarda o funcionamento do sistema digestivo.

Sintomas do refluxo na gravidez

Não há um exame exato para se determinar o refluxo na gravidez; o diagnóstico é feito com base na avaliação clínica e nos sintomas apresentados pela gestante, que podem ser:

  • sensação de queimação no tórax e garganta, que podem trazer dores ao pescoço
  • azia
  • náuseas
  • excesso de arrotos
  • regurgitação ácida
  • tosse seca constante

 

Como tratar o refluxo na gravidez

Apesar do desconforto, o refluxo na gravidez não é um problema considerado grave e pode ser facilmente contornado. Ainda assim, a gestante deve comunicar seu médico, para que ele a auxilie na melhor alternativa a ser seguida.

Em momentos de crise, algumas atitudes que ajudam no controle do refluxo gástrico são:

  • ao deitar-se, mantenha a cabeça bem mais alta que o corpo, para evitar que o suco gástrico suba à garganta com tanta facilidade;
  • deite-se, preferencialmente, do lado esquerdo – isso também ajuda a manter o suco gástrico no estômago, pois do lado direito, você posiciona seu estômago mais alto do que seu esôfago, o que pode levar ao refluxo;
  • evite ingerir grande quantidade de líquido junto às refeições;
  • leite, um falso amigo: apesar de parecer que ele ajuda na eliminação dos sintomas do refluxo, a produção de suco gástrico se intensifica após o consumo de leite, para conseguir digeri-lo. Evite-o.

Para todo e qualquer uso de medicamento durante a gestação, seu médico deverá ser consultado.

 

Alimentos a serem evitados

Alguns alimentos potencializam o aparecimento do refluxo na gravidez, e, por isso, devem ser evitados. São eles: cafeína, bebidas e frutas cítricas, condimentos, frituras, gorduras e alimentos industrializados/super processados em geral.

Com o nascimento do bebê, a readequação dos órgãos e do nível de progesterona, o desconforto causado pelo refluxo tende a desaparecer.

Se ainda assim, o incômodo permanecer, procure um especialista gástrico.

Escreva uma resposta ou comentário

Enviar Whatsapp
Fale Rapidamente Pelo Whatsapp!
Olá, gostaria de agendar uma consulta no Centro Paulista de Parto Natural?