CPPN - Centro Paulista de Parto Natural

Dr Antonio Julio responde as principais dúvidas das grávidas sobre o coronavírus

01 abr

Dr Antonio Julio responde as principais dúvidas das grávidas sobre o coronavírus

A COVID-19 fez com que toda a população entrasse em estado de alerta. Os cuidados com a higiene devem ser redobrados e o isolamento social cumprido para impeder a disseminação da doença, e, assim, achatar a curva de contágio.

Nesse cenário, o grupo das mulheres grávidas e mamães com filhos em aleitamento materno têm expressado muitas dúvidas e preocupacões. O Coronavírus passa pelo leite? Preciso interromper a amamentação? É seguro amamentar? Para esclarecer as principais dúvidas acerca do assunto, o Dr. Antonio Julio Sales Barbosa, obstetra e fundador do Centro Paulista de Parto Natural, responde, abaixo, os principais questionamentos que tem recebido no consultório. Confira!

1) O COVID-19 durante a gestação pode levar a má-formação?

Dr. Antonio Julio Sales Barbosa: Ainda não há relatos nesse sentido, já que, até o momento, não existe nenhum estudo que indique o vírus como causador de má-formações em bebês. Como o COVID-19 ainda é recente, precisamos de um maior tempo de observação para fazer afirmações nesse sentido.

2) É possível transmitir o Coronavírus de mãe para filho, ainda na gestação ou durante o parto?

Dr. Antonio Julio Sales Barbosa: Até o momento, não foram constatadas transmissões verticais, nem na gravidez, nem durante o parto.

3) Precisarei deixar de amamentar se contrair Coronavírus?

Dr. Antonio Julio Sales Barbosa: A Sociedade Brasileira de Pediatra (SBP), e mesmo a OMS, afirma que a amamentação pode ser realizada normalmente. A atenção fica aos cuidados, pois é necessário cumprir atentamente com as orientações para evitar a transmissão, como higienizar rigorosamente as mãos antes de pegar o bebê e usar máscara.

4) Gestante é grupo de risco? Precisa de cuidado especial?

Dr. Antonio Julio Sales Barbosa: A gestante não foi inserida em grupos de risco, mas deve ter maior cuidado por ter a imunidade mais baixa do que a população em geral. Não existem cuidados especiais para esse grupo – os cuidados são os mesmos amplamente divulgados para toda a população: fique em casa, evite aglomerações e contato com pessoas com suspeita da doença, lave bem as mãos e evite tocar no rosto. Aconselho particularmente as gestantes a seguirem à risca as orientações, não falhar na questão do isolamento social e, se eventualmente precisar ir a algum lugar, ter bastante cuidado e utilizar o álcool gel.

5) Devo comparecer às consultas de pré natal e realizer exames?

Dr. Antonio Julio Sales Barbosa: Para as minhas pacientes, se a gestação estiver no começo e correndo tudo tranquilamente, tenho indicado espaçar as consultas e exames, para garantir o resguardo e isolamento necessário nesse memento. Já aquelas acima de 32 semanas, quando precisamos ter uma vigilência um pouco maior, oriento seguir as consultas normalmente. Vale lembrar que as salas de espera não devem ter aglomerações e deve ser ventilada e higienizada constantemente, para dar as melhores condições à gestante nesse sentido. O mesmo serve para os exames. Quando necessário realizá-los, procurar por horários alternativos.

 

Escreva uma resposta ou comentário

Enviar Whatsapp
Fale Rapidamente Pelo Whatsapp!
Olá, gostaria de agendar uma consulta no Centro Paulista de Parto Natural?