CPPN - Centro Paulista de Parto Natural

Condições que podem provocar parto prematuro

28 nov

Condições que podem provocar parto prematuro

É considerado parto prematuro todo nascimento de bebê antes da futura mamãe completar 37 semanas de gestação. E diversas são as causas responsáveis por acarretar um parto prematuro. Conheça, com o Centro Paulista de Parto Natural, as 6 principais condições que acabam provocando o nascimento precoce.

Stress psicológico

O stress é uma condição que traz reflexos para a saúde de diferentes formas – inclusive liberando hormônios que induzem as contrações – facilitando o parto prá-maturo.

Diabetes gestacional

Outra condição que pode levar a gestante a ter um parto prematuro é a diabetes gestacional que, por sua vez, pode ser causada pelo ganho de peso excessivo durante a gestação. No entanto, a diabetes gestacional é algo que pode ser facilmente controlada com a ajuda de um profissional médico.

Hipertensão

Fator que merece atenção total atenção durante a gravidez é a hipertensão – que causa diversos males durante a gravidez, além do parto prematuro. Grávida ou não, procure sempre monitorar e controlar sua pressão, tomando cuidado, principalmente, com a sua alimentação.

Desnutrição

A desnutrição é uma das principais causas que levam ao parto prematuro. A condição compromete diretamente a saúde do bebê e da mãe. Procure manter uma alimentação balanceada durante toda a gravidez, e fazer suplementação de vitaminas, se necessário. Em caso de dúvidas, converse com seu médico!

Tabagismo ou uso de drogas

O tabagismo e o uso de drogas são hábitos que não fazem bem para a saúde de qualquer pessoa, mas agrava-se exponencialmente quando falamos de uma mulher grávida. A recomendação é que o uso seja interrompido imediatamente, uma vez que as substâncias afetam diretamente o bebê, levando, entre outras coisas, ao parto prematuro.

Excesso de atividades físicas

Apesar das atividades físicas estarem diretamente ligadas à saúde, o excesso delas durante a gravidez pode gerar complicações, principalmente aquelas que são mais intensas e pesadas.

Evite o parto prematuro com orientações médicas

Por fim, vale ressaltar que, para diminuir o risco de um parto prematuro, é necessário que você siga alguns nortes, como alimentação saudável e abandono de vícios.

Mas o fator mais importante de todos é a realização do pré-natal. Com ele, seu médico passa a ter ideia de tudo que acontece com você e o bebê, e saberá o fazer para evitar o parto prematuro, entre outras complicações.

O acompanhamento médico é essencial para que você mantenha uma gravidez saudável e com menores chances de riscos. Caso você esteja planejando engravidar, procurar médicos com antecedência é uma ótima dica também!

Além do ginecologista, procure orientações com nutricionistas, faça um check-up completo e comece uma vida saudável desde já! Seu corpo e seu futuro bebê agradecem muito!

Escreva uma resposta ou comentário

Enviar Whatsapp
Fale Rapidamente Pelo Whatsapp!
Olá, gostaria de agendar uma consulta no Centro Paulista de Parto Natural?